➡Alexandre Gaudêncio – Presidente da Câmara da Ribeira Grande

Têm sido 2 anos atípicos, que nos colocaram vários desafios em relação à forma como pensamos as estratégias de turismo, um dos sectores mais afetados pela pandemia. Durante estes tempos de incerteza, qual tem sido a estratégia da CM Ribeira Grande para amenizar os efeitos do Covid-19 no turismo da região?

A Ribeira Grande, por pertencer à região autónoma dos Açores, viveu numa espécie de “bolha” durante a primeira fase da pandemia, o que permitiu ter medidas menos restritivas do que no resto do país. Isso fez com que o turismo pudesse ter alguma dinâmica e viu-se, principalmente as pessoas do continente português, a visitarem os Açores com maior frequência.

Tudo isso fez-nos repensar a nossa estratégia de captação e optámos por criar campanhas junto da restauração para atrair as pessoas ao nosso concelho durante o verão de 2020. Foi um primeiro passo que demos para minimizar o impacto negativo da pandemia num dos setores mais fustigados, a restauração.

Para além disso, isentamos as entradas nos museus e espaços culturais da autarquia e reforçamos o sentimento de segurança junto do comércio local ao atribuir um selo “Covid Free” que atestava que o estabelecimento cumpria todas as normas emanadas pelas autoridades de saúde.

Em 2021 vivemos, com alguma surpresa, a uma retoma no turismo, principalmente a partir de junho, com números a superar em muito o ano de 2020. Isso deu-nos alento e por isso planeamos o ano de 2022 com muita expetativa.

“A Câmara Municipal da Ribeira Grande marca presença na BTL com o objectivo de promover a gastronomia, o alojamento e, com especial ênfase, eventos programados para 2022”

Quais são as perspetivas para 2022?

Prevemos que 2022 será o ano da retoma, a todos os níveis. Com a evolução da pandemia para uma endemia, e com a “quebra” de muitas restrições, este poderá ser um ano muito positivo para a economia local, onde o turismo poderá ter um papel central.

Para tal planeamos uma série de eventos que visam posicionar a Ribeira Grande como um destino a ter em conta já este ano.

Pretendemos realizar desde eventos que evidenciam as nossas tradições locais, mas também apostar em eventos de massas como festivais de verão, feira quinhentista e eventos desportivos associados ao surf.

A Ribeira Grande, por pertencer à região autónoma dos Açores, viveu numa espécie de “bolha” durante a primeira fase da pandemia, o que permitiu ter medidas menos restritivas do que no resto do país. Isso fez com que o turismo pudesse ter alguma dinâmica e viu-se, principalmente as pessoas do continente português, a visitarem os Açores com maior frequência.

Qual a estratégia de participação da CM Ribeira Grande para a BTL 2022?

Nesta edição da BTL estamos presentes no Stand dos Açores, através da AMRAA (Associação dos Municípios da Região Autónoma dos Açores). Será, por isso, uma representação em conjunto com todos as 19 autarquias da região. Mas temos novidades que serão apresentadas durante este certame. Por isso, convido a visitarem-nos para saberem mais pormenores…

E o que podem esperar os visitantes do stand da CM Ribeira Grande na BTL 2022?

Iremos promover aquilo que de melhor temos. Desde a nossa gastronomia, passando pelos alojamentos, e colocando especial ênfase nos eventos que temos programados para este ano. São motivos mais que suficientes para nos visitarem e programarem as suas férias na Ribeira Grande.