➡ Paula Machado, Coordenadora do Turismo de Macau

Depois de nove anos, Macau volta a ser Destino Internacional Convidado da BTL. Uma escolha que se reveste de particular importância, nas palavras de Paula Machado, Coordenadora do Turismo de Macau, uma vez que se “celebram 20 anos da Região Administrativa Especial de Macau“, motivo de celebração e excelência para a promoção de Macau enquanto destino turístico.

Estar novamente na BTL e em grande destaque é uma “enorme satisfação“, como reitera Paula, e “permite manter o contínuo estreitamento das relações entre o trade dos dois territórios“.

Paula Machado estreia-se como coordenadora do Turismo de Macau na BTL, missão que considera de extrema importância e com a expectativa de que “Macau continue a fascinar os portugueses, sobretudo a geração mais nova“.

Em Macau, a convivência das comunidades chinesa e portuguesa denota uma interacção cultural baseada na tolerância e na partilha.

Desengane-se quem pensa que Macau é um destino de jogo. Macau é muito mais que isso. “É um destino multifacetado e apaixonante“, e é essa diversidade cultural e paisagística que o Turismo de Macau pretende mostrar aos milhares de visitantes da BTL.

Intrinsecamente ligados, Macau e Portugal partilham de muitos laços históricos, culturais e económicos, razões que justificam uma visita a esta região. Hoje, Macau é uma das regiões com maior crescimento turístico e económico em todo o Mundo: “Macau mantém uma atmosfera única que se diferencia das regiões vizinhas. Na cidade respira-se uma atmosfera cosmopolita, aliada a uma forma única de vida, onde, como sempre, a Europa encontra a Ásia“, descreve-nos Paula: “Quando se pensa em Macau, é inevitável não lembrar o legado deixado e mantido entre as cultura chinesa e portuguesa, entre o tradicional e o moderno“.

Macau bateu um novo recorde ao receber mais de 35,8 milhões de visitantes ao longo de todo o ano de 2018

O turismo atinge recordes anualmente nesta região, que foi durante mais de quatro séculos administrada por Portugal. Paula Machado atribui algum contributo para o aumento dos números à recente inauguração da ponte Hong Kong – Zhuahai – Macau, “com os seus 55 quilómetros, é a maior travessia por ponte do Mundo“. Esta ponte, considera a coordenadora do Turismo de Macau “é uma infraestrutura importante que, para além de aumentar a conectividade, representa uma atracção turística por si só“.

Esta ponte não é o único exemplo de investimento em infraestruturas que se tem feito no país. Macau tem apostado na modernização das suas unidades hoteleiras – “mais de 23,900 quartos são de cinco estrelas“, refere Paula. Mais do que isso, estes resorts acabam também por ser um indicador da importância crescente que Macau adquire “não só no mundo dos eventos, das conferências e dos negócios, mas igualmente, no universo do lazer e do entretenimento“.

O que se pode esperar do stand de Macau na BTL?

“Sentir Macau Ao Seu Estilo” 

Património e gastronomia são palavras-chave e “novos motores do turismo em Macau“. No final de 2017, Macau foi inclusive incluído na lista das Cidades Criativas da UNESCO, na área da gastronomia, como refere Paula Machado. A nível de animação e lazer, os visitantes da BTL poderão ficar a conhecer a oferta cultural da cidade, seguindo o tema “Sentir Macau Ao Seu Estilo” , com destaque para os grandes eventos que se realizam anualmente e a oportunidade de os visitantes conhecerem a mascote do Turismo de Macau, o Mak Mak.

Por ser um espaço “privilegiado para o debate de ideias, exposição de estratégias e partilha de experiências entre os vários especialistas da área do turismo“, a BTL é o local certo para o estreitamento das relações entre Macau e Portugal mas também para estabelecer novos contactos.

2019-02-15T16:11:05+00:00